sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Penso que existo...penso que vivo...

Tenho de escrever para que fique registrado nos anais da história, o que está na net está no mundo!
Facebook e uma porcaria, uso-o diariamente como passatempo ridículo; fazer o que se é o produto da atualidade?
Posto alguma coisa e vem um séquito de gente que não lê nada, não estuda, não lê nem  um artigo da "Seleções" que aliás tem coisas boas...
Não fico triste por ser isso um produto do meio em que vivemos, mas quem lê sabe mais, discute melhor, argumenta com mais detalhes e com mais sensibilidade...
Agora ser piolhento sem ter o minimo de critérios, por favor, tenho ojeriza a quem defende pessoas imorais, corruptas, sem postura e sem ética, sou parte dos que ficam silentes, afinal quem não tem o rabo preso? Moral é você quem faz, eu faço a minha moral pois acredito cegamente que este aspecto da filosofia de vida é uma criação para equilibrar os humanos num patamar desejável de comportamento!
Tiver grandes amigos, os perdi pois não eram meus amigos, eles precisavam de uma muleta para amparar seus comportamentos, afinal isso é dos humanos....escolhi melhor? não, não podemos escolher melhores e nem piores, a vida é quem seleciona, a idade seleciona, os amores, os desamores, as paixões arrebatadoras, as paixões  de salvadores da pátria, os sassá-mutemas da vida...
Somos falíveis, somos frágeis, somos ignorantes e nos rotulamos intelectuais, sábios, virtuosos, somos títeres nada mais....
Confiar nos outros é uma nobre missão, até ser ludibriado, até ser traído, até ser gozado, ridicularizado...
Especializar-se  numa área  do profissionalismo, aquele que supre nossas necessidades materiais e da família,
As modernas redes sociais de comunicação tem provocado uma série de inconvenientes, como a dissolução ou a união de casais, de especulações, de fofoquinhas inter-familiares, de gente que posta fotos da casa do patrão e mostra riqueza, aliás algum pobre que se diz pobre tem tudo isso?
Neris de Pitibiribas, todos são fartamente bem de vida...os outros são pobres porque querem...
Observemos, é necessário!
Ermo de La Buena Vista
Son las veinte y três de la noche...


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Queima de Arquivos

Refiro-me aqui de livros!
Apenas livros e revistas; criaram-se bibliotecas em praças, postos de saúde para aumentar
o numero de, leitores e tenho amiúde acompanhado em todos os lugares,  a conclusão a que
cheguei é de que se vivêssemos na época do Fahrenheit 451 na Alemanha de 1936 tudo teria
dado exatamente certo! Talvez pequenos detalhes seriam o diferencial.
Somem-se os livros, alguém os leva mas não os lê, o que seria bem possível diante do baixíssimo
numero de leitores que temos; como disse um rico empresário ao ser solicitado a cooperar com
dinheiro para obras culturais: "estou aqui para ganhar dinheiro e não para me preocupar com
cultura de ninguém.
Olhem também tirem suas próprias conclusões, será um sonho meu? Os livros somem e aparecem
obras que nada tem a ver com história, geografia, ciências, são obrinhas de gente que ninguém conhece e estas logo desaparecem também.
Tenho peregrinado porque amo os livros, o cheiro deles me seduz, as palavras me enfeitiçam
e quando ilustrados mais ainda!
Sei que nosso povo muito  sofrido não tem o hábito da leitura, são raros os que leem, trabalhar é a meta onde a saciedade estomacal é mais importante que letras que não podem ser digeridas..
Esperamos que tudo não passe de um mero sonho da destruição da nossa história...
Aparecem centenas de revistas de igrejas evangélicas nas caixas de coleta/livrarias nos locais mencionados basta uma corrida de olhos e ver isso em cada local...