Farroupilhas

Buscam-se tradições adaptáveis à modernidade,
poucos novos adeptos para antigas tradições
galponeiras, onde queima estridente o pau-ferro,
que aquece o sangue da simplicidade, daqueles 
que ainda sabem encilhar e montar o cavalo,
melhor companheiro do homem do campo!

Daí vem a memória nas rodas do mate; dos 
embates  desde a guerra do Paraguai, onde só
ouviram falar; da Coluna Prestes, do tenentismo,
dos cangaceiros que pelo vil metal perseguiam  para
que os do capital não perdessem privilégios!

Como é bom e amável respirar o ar puro exalado
pela liberdade.

Queira o Grande Arquiteto dos Universos repartir
suas bondosas vibrações de amor e paz!





Comentários

Postagens mais visitadas