São Rafael - Itaroquém

Um rancho de taquara, barro, coberto de santa fé, nasceu um
rebento em meio às agruras da natureza, pois longe da cidade
era e tudo tinha de ser feito por lá.
O casal unido por um pacto de respeito e mútua confiança, que-
riam fazer sua parte.
Constituir família, formar patrimônio, trabalhar muito e tudo aumentar!
Conseguiram!
Cresceu, ficou bonita por dentro e por fora.
Ficou amiga de todos, estudou em colégio de freiras igual sua mãe.
Herdou boa formação e tem como virtude ajudar os outros.
Renunciou a muitas coisas boas da vida para os demais favorecer.
Muitas renúncias!
Jovem ainda pois, foi passear e divertir-se. Mil novecentos e setenta.
Baile do município.
Reconhecimento recíproco!
Muitos simbolismos, amor, ciúme, distância...
Casamento!
Dois filhos, uns amores de guris. Recebem ainda toda sorte de cari-
nhos e de aconselhamentos.
No útero já os magnetizava e transmitia sua herança atávica, de
bondade, de formação e não menos de responsabilidades.
Hábil para tolerar e astuta para reclamar e corrigir erros de per-
curso.
Sabe ser tudo na vida!
Te amo Solange Maria, beijos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MANIFESTO PELA PAZ MUNDIAL - UNESCO

A MAÇONARIA E O PATRONO SÃO JOÃO DA ESCÓCIA

Coronilha