Caos Generalizado

Estamos experimentando uma nova era, para pior, no nosso sistema de transportes, locomoção, no sistema de ir-e-vir. É para o trabalho, para o passeio ou para o turismo.
Desaprendemos a usar os meios coletivos porque a "charrete motorizada" nos leva mais rápido. Será que é mais rápido? Não é não!
Vejam o caos que está sendo experimentado nas cidades de porte médio para cima. Caos generalizado, demoras no transito, pessoas fora de controle por emoção ou por drogas, álcool, e outros estupefacientes. Gritaria porque o trânsito não flui.
Com as facilidades criadas pelo Governo, recentemente, isenção de tributos para compra de veículos 1.0, uma grande maioria que deseja ter o seu carrinho, artigo de alto luxo para os padrões econômicos brasileiros, já o tem. Lindo, setenta e dois meses para saldar a divida. Dívida de dois veículos. Vejamos: As produtos ou montadoras precisam desovar seus estoques, se tiverem de fazer isso o prazo será esticado para 80 meses, 100 meses e por aí afora.

Os juros que os Bancos estão absorvendo deste nosso precário e incipiente sistema de remuneração do capital é muito salutar para eles. Mais de 11% ao ano, quando a remuneração da caderneta não chega a três por cento.

Mas onde quero chegar?

Acidentes por estradas precárias, mau atendimento na rede pública de saúde, contratações de funcionários sem parar, para salvar o sistema e aí falta o principal na outra ponta, que são os profissionais da área e os remédios, para não citar ainda os leitos hospitalares. Vimos todos os dias o caos se solidificar e vira coisa comum. A vida das pessoas está banalizada; quem se interessa pelos outros? "Cada um cuida de si no mundo selvagem". Será esta uma atitude correta e adequada? A pergunta está lançada.

Estradas caóticas, faltam verbas. Não pensamos em duplicar, em ativar as balanças nas rodovias por 24 horas. Cito um exemplo: BR 285 há cerca de 60 dias foi entregue e já está destruída, ao menos parte dela, entre São Borja e Santo Angelo. Motivo: excesso de peso das carretas bi-trem!

Estamos construindo várias barragens e sequer se fala do transporte fluvial, com eclusas...

Não se fala do trem que é o transporte mais econômico e inteligente que existe. Nossos mandatários querem mais é exterminá-lo para trocar por ônibus e mais automóveis. Já era vez de termos um trem rápido em nossa região, com várias composições, além do transporte de cargas.

Enquanto isto, vamos continuar matando gente no trânsito, vamos continuar vendo o caos se instalar e se perpetuar em nossas cidades, onde o descaso pela conservação, pela limpeza, e conservação de ruas, recolhimento do luxo (digo luxo mesmo) alguns chamam de lixo. Este deve receber um tratamento melhor hoje, com a nova onda conservacionista!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MANIFESTO PELA PAZ MUNDIAL - UNESCO

A MAÇONARIA E O PATRONO SÃO JOÃO DA ESCÓCIA

Coronilha