sexta-feira, 30 de julho de 2010

Os Direitos dos Cidadãos

Fiquei contristado há poucos dias porque perdi um amigo em acidente de trânsito, na rotatória de Santo Antonio das Missões-RS.
Antonio Garcia voltava de um trabalho comunitário e ao parar no trevo, aí que acontecem as fatalidades sem explicação, foi colhido fatalmente por uma carreta! Tragédia na família.  Garcia ainda se encontrava na plenitude da produção intelectual e física. Advogava pequenas causas...

Há muitos anos a estrada foi construída, cerca de quarenta anos. Desde lá muitos morreram ou ficaram mutilados. Não foi fechado trevo para fazer-se uma rotatória com a consequente diminuição da velocidade. Certamente acabariam de vez as tragédias. Nada foi feito feito. A comunidade timidamente foi olhar o fatal acidente e pediu providências. A quem? Ninguém sabe dizer a quem. O DENIT que é o responsável pela conservação da rodovia, da vida segura nas estradas, ainda não se manifestou. Uma pena. Vidas continuarão sendo ceifadas por interesses mesquinhos em nada fazer, nada mudar.

Enquanto os usuários não entraram em massa no judiciário para exercer seus direitos, ou seja a busca de indenização por danos morais e materiais nada será feito. Para isso, devemos ter em mãos os registros policiais, muitas fotos, necropsia e eventos pertinentes. Junte-se tudo isto e faça-se o processo com o concurso de um bom advogado. Um dia virá a solução, pois o último reduto dos desprovidos da sorte é o Poder Judiciário. Este pode  demorar mas dará solução!

O mesmo acontece  nas cidades, onde o descaso pelos transeuntes é simplesmente fantástico. Hoje mesmo presenciei um adolescente sendo socorrido pelos Bombeiros, pois havia caído em um buraco numa das principais ruas da minha cidade, quando circulava de bicicleta. Parei para vislumbrar aquele triste acontecimento.

Cabe também a todos os usuários o mesmo procedimento. Registro Policial, fotos do evento, notas fiscais de despesas médicas e outras, como de oficinas, no caso de veículos. Laudos técnicos são úteis também.

São os novos direitos do cidadão que deverão ser exercidos. Cada cidadão possuidor de documentos está apto a buscar seus direitos. E ninguém sobretudo os prestadores de serviços: município, estado e união não poderão ou não terão argumentos para negar a evidência dos fatos.

Cidadãos, homens e mulheres devem ser orientados para a busca plena dos seus direitos. Quando
um grande parcela conhecer o que o pode e o que não pode, as coisas poderão tomar novos rumos.

domingo, 11 de julho de 2010

Beleza em Flor

Penso muito na coragem que devo ter para exprimir
Proseando ou versar sobre uma coisa que tem provocado
Toda sorte de desafios.
Seu perfume, seu jeito, principalmente pela manhã
É enlouquecedor.
Sua beleza, sua raríssima formosura, parecem ser lábios
Pintados por aqueles que representam figuras nas 
Mais finas porcelanas chinesas.
Estão a nos desafiar todos os dias e o mais que causa
Apreensões, é que estes efeitos de demonstração, por curto
Espaço de tempo, que provoca a mente de qualquer ser que
Crê na beleza e na formosura, aquela que não tem valor
Monetário que pague. Aquela que só tem reciprocidade
Para quem ama, quem tem fineza de caráter, que tem a 
Alma limpa, fraterna, que brilha de dia e de noite.
Um número místico e cabalístico fez parte de sua vida.
Tanto fez parte que a cada dia alguém a cuidava com olhos
Aguçados e assim passaram-se vários anos.
Longos anos de espera!
Um dia fez seu próprio debut. Desafiava todos!
Olhem-me, contemplem-me, tal como fez Bonaparte
Na África, diante da pujança da esfinge e das pirâmides.
Séculos de permanência e profunda meditação.
Seu silêncio chama a atenção até dos mais descuidados
Seres, daqueles que nada percebem e que não tem nada
Para admirar e nada que lhes possa chamar a atenção
Não resistem e também passam a amá-la.
Chama-se "Cattleya".


Amigo

Certa tarde parou para um breve colóquio, porque perto morava, logo 
Perguntou porque você não vai à escola?
Pois olha amigo, não adianta chorar pelo leite derramado, optamos por
Privilegiar o do meio, na Capital, que queria o Parobé.
Tudo aconteceu! A vida lhe foi ceifada prematuramente. Maus momentos
Passados.
Na ocasião a alparagata já estava com a barba por fazer e outras coisitas
Mais também faziam falta.
Inconformado o amigo fez-me a matrícula, tendo satisfeito obrigações
Iniciais, de volta aos bancos escolares depois de alguns anos. Encabulado
Somente no primeiro dia, logo as amizades foram se revelando, porque
Todos queriam progresso.
Tudo foi se fortalecendo, aos que gostavam da pesquisa e da leitura a 
Biblioteca foi franqueada e também um pouco daquilo que à época 
Fervilhava: "Política".
Conhecemos o mestre do português que na aula toda semana levava coluna
do Sérgio da Costa Franco e alertava que este era dos bons pois sabia 
Escrever e sintetizar com exemplar simetria.
Na trajetória o amigo perde o pai. A progenitora queria, para si, de volta o
Rumor do Rio Uruguai e a paz dos justos, puros e limpos também para si.
E assim fez-se.
Anos passados, muitos, o amigo retorna em missão profissional e o inevitável
Encontro se dá.
Emoção forte, amplexo fraterno, lágrimas pelo reconhecimento, de lado a 
Lado.
Hoje ausência eterna. Longa ausência! Onde estás?
Espíritos amigos me dizem que um dia voltarás. 
Te espero!
Foi sem dúvida um dos acontecimentos mais marcantes na minha vida.
Dico Balbuena, amigo, me encontra sentado dirigindo uma grande agência 
Bancária. Eu lhe disse que devia isto à ele, pois nunca mais parei de estudar.
Esta página é inteiramente dedicada a quem acredita sempre em 
Possibilidades melhores e que é possível, com persistência atingi-la!
Leon (LEV) Tolstoi em seu magnífico legado cultural, dentre muitas pérolas,
Nos deixou esta: 
"Quanto mais o homem se elevar na escala social, quanto mais próximo
Estiver dos homens superiores, quanto maior for sua influência sobre os 
Outros mais evidente será a predestinação e a fatalidade de cada um dos
Seus atos".





sexta-feira, 9 de julho de 2010

Veículos Antigos em Colonia Del Sacramento



Colonia Del Sacramento


Solange em frente ao Palácio do Governo Estadual, ao pé da Estátua em bronze, do General Artigas.

Uruguay - 2010

Auto pista em direção à Colónia Del Sacramento, cerca de trinta quilômetros ornados com palmeira Fênix Canariensis, originária das Ilhas Canárias, daí seu nome.
Realmente ficamos boquiabertos com tanta beleza, limpeza e ordem no transito, onde as Leis são cumpridas à risca e sem loucuras, aquelas que nos deixam com medo de andarmos por lugares desconhecidos. Estamos num País culto, civilizado, ou melhor europeizado.


Uruguay, 2010



Entrada do Forte em Colonia Del Sacramento. 
Esta entrada era levadiça, com correntões enormes que a movimentavam, evitando assim o ingresso de eventuais intrusos, invasores, salteadores. Piratas!
Esta cidade foi erguida ou fundada em 1680. Dominada pelos espanhóis, depois portugueses, por ambos. Muitas guerras houveram neste tempo até que as coisas se acalmaram no século dezenove, com os tratados e o inventário feito entre Espanha e Portugal.
Muito interessante como fonte histórica do Uruguay como também sulamericana. 
Imposíivel não sentir emoções ao chegar perto desta pujante obra. Reconstruída parcialmente.

Trabalho interno Legendas By TJ