Beleza em Flor

Penso muito na coragem que devo ter para exprimir
Proseando ou versar sobre uma coisa que tem provocado
Toda sorte de desafios.
Seu perfume, seu jeito, principalmente pela manhã
É enlouquecedor.
Sua beleza, sua raríssima formosura, parecem ser lábios
Pintados por aqueles que representam figuras nas 
Mais finas porcelanas chinesas.
Estão a nos desafiar todos os dias e o mais que causa
Apreensões, é que estes efeitos de demonstração, por curto
Espaço de tempo, que provoca a mente de qualquer ser que
Crê na beleza e na formosura, aquela que não tem valor
Monetário que pague. Aquela que só tem reciprocidade
Para quem ama, quem tem fineza de caráter, que tem a 
Alma limpa, fraterna, que brilha de dia e de noite.
Um número místico e cabalístico fez parte de sua vida.
Tanto fez parte que a cada dia alguém a cuidava com olhos
Aguçados e assim passaram-se vários anos.
Longos anos de espera!
Um dia fez seu próprio debut. Desafiava todos!
Olhem-me, contemplem-me, tal como fez Bonaparte
Na África, diante da pujança da esfinge e das pirâmides.
Séculos de permanência e profunda meditação.
Seu silêncio chama a atenção até dos mais descuidados
Seres, daqueles que nada percebem e que não tem nada
Para admirar e nada que lhes possa chamar a atenção
Não resistem e também passam a amá-la.
Chama-se "Cattleya".


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MANIFESTO PELA PAZ MUNDIAL - UNESCO

A MAÇONARIA E O PATRONO SÃO JOÃO DA ESCÓCIA

Coronilha