quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O País que queremos!

É o melhor de todos os outros. Mas para que isto aconteça é preciso que a vaidade humana, sobretudo da classe política, sempre vilipendiada, baixe a guarda e assuma seu papel patriótico, cívico e com alta moral.
Estamos sempre numa encruzilhada para decidir. Hoje com os meios de comunicação entrando e saindo todo momento de nossos lares, trabalho, empresas...
Mas, nós temos uma responsabilidade social muito grande, que se chama "escolha" do nosso futuro mandatário, que não é mais nada nem menos nada do que um líder que proporciona através do Senado Federal (A câmara e o senado), suas propostas de governança.  Orçamento em primeiro lugar, leis de responsabilidade fiscal, que deveriam ser exempladas com todo rigor quando há malversação de fundos.
Nosso sistema de Governo é uma Democracia Representativa. Nós escolhemos nossos representantes nos três níveis e eles nos representam. Se nada fazem, ou fazem mal, ou fazem coisas erradas não temos como corrigir. O órgão que pode verificar é o tribunal de contas e em última instância o judiciário.
Vamos escolher bem para não sofrermos a angústia de termos de esperar mais quatro anos para tentar mudar.
A Constituição de 1988, chamada de "Constituição Cidadã", como se não fosse feita para os cidadãos, e as outras as antigas não eram cidadãs? Tem seus inúmeros erros, falhas que com o tempo deveriam ser corrigidas e não foram. Alterar ?
Dificilmente esta classe de políticos, com raras excessões nada vai querer mudar. Lembram-se do caso do desarmamento? Foi feito um plebiscito com perguntas capciosas e o povo respondeu o que realmente queria!
Mas, temos um dever a cumprir, então sigamos este caminho, com análises criteriosas sobre o nosso futuro político.
O Brasil precisa de novos desafios, porque é um País grande demais para pequenas ambições.
Liberté, Egalité et Fraternité.

Por-do-Sol


Acho que não existe algo mais belo do que o astro rei se pondo ou nascendo! A foto  foi tirada em agosto/2010 na região dos campos finos do Itaroquém (Portão de Pedra). Os temperadores de cutelaria deixam o aço ficar com a cor do sol de agosto, depois de pronto seu trabalho atiram na água para esfriar e dar o que chamamos de têmpera.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Esperança de Mãe

Cadê teu gesto meigo e sincero?
Aos pouquinhos foi sumindo
Acho que foi o vento mau que
Levou embora.
Cada dia olhas pela janela de tinta
descascada, de cor apagada.
Será que vens hoje?
O barulho do sapato na calçada
Anuncia sua chegada.
Abriu bem  seus olhos e esperou
Que fosse verdade. Pálida não
Ouviu nenhuma voz amada.
Foi  o pássaro que pousou na
Janela.
O brilho da personalidade não
Esmaeceu;
Não perdeu o vigor!


Obs: Estas belas letras e de saudosa memória
foram escritas em 25 de Fevereiro de 2010,
por Rozana Marin.

En vivo | Canal Encuentro

En vivo | Canal Encuentro