segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Por-do-Sol em Santa Rosa

Presente da natureza!

Quero externar aos que me são caros, amigos e admiradores da minha pessoa e 
das minhas postagens.
2013 se aproxima como um símbolo de virada de ano;
Estamos no limiar de novos progressos científicos; surpresas tecnológicas
que virão e que trarão bruscas mudanças 
na economia mundial; persistência de 
conflitos políticos, raciais e bélicos
serão alvo de grandes apreensões causando
efeitos, em sua maioria, danosos a população dos mais variados
recantos da orbe.
Aos amigos fraternos desejo-vos toda sorte e felicidades;
"Fernando Pessoa nos deixou um cabedal de cultura
e entre suas pérolas: põem o quanto tu és em tudo 
o que fizeres".

 Nada mais belo que estas imagens de ontem ao escurecer!






terça-feira, 23 de outubro de 2012

"Itaipú" - A luz, ou a pedra que canta n´água.


Concebida até na cama 
Porque urgência requeria.
Todo choro do céu juntou-se
Num só lugar e as 
Vertentes
Límpidas também ajudaram.
Sete Quedas sumiram
Como mágica.
A natureza lastima; fez
Escambo.
Feita a taipa gigante,
Única
As turbinas vieram e veias 
Foram se espalhando
Por todo sul.
Passados tempos
Conforme planos
Nasceram de uma só vez
Milhares de filhotes que
Iluminaram tudo e todos!
Fiat Lux!

----------------------

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena."
(Fernando Pessoa)

"Bumerangue"


Tudo o que sobe desce. As proporções
São as mesmas,
Vai e volta.
Tudo é vida!
Os diamantes são preciosos
E caros, 
São como gente.
Cuidemo-los como se o fossem
Também.
Força em demasia, pressão, virá pó.
Esvai-se!
Não junta mais e se o fizer 
Não será mais como era.
Causas e efeitos!
Quem têm poucos é muito rico,
Quem tem muitos
Não tem nenhum.
Fique com os poucos que tens
E sempre terás alguém
Do teu lado!

Baú



Uniram-se, fizeram, meses de espera
Amorosa e veio!
As evidências são muito claras,
Tudo é virtude,
Nada se concebe imperfeito.
Excelsas vidas, o baú da existência
Continua fechado,
Amadurecimento físico apenas!...
Com certeza dentro dele estão a 
Paciência, a tolerância, boa alma e o 
Espírito aprisionado, ainda.
À espera das mais puras e sãs 
Atitudes que os humanos podem ter:
Liberdade com muito respeito
Igualdade sem ferir ninguém e
Fraternidade, tanta que podemos
Compará-las com os astros cadentes
Que nos surpreendem a cada noite.
A busca da chave, devemos crer, 
Deve ser incessante.
Um dia acontecerá.
A liberdade moral, física, espiritual
Se somará ao que fizemos e então
Seremos livres novamente.
Que assim seja!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

"El Artista Volvió a Tener Los Ojos Adolescentes y se Encantó Nuevamente com La Vida"

La bella afirmación que acabamos de reproducir, forma parte del
manifiesto que el grupo "Festa" - encabezado, como hemos dicho, 
por Tasso da Silveira y Andrade Muricy - estampó 
en el primer número de su revista. Tiene gran importancia en el 
estudio de la nueva poesía brasileña, porque en él está como 
condensado y coordinado lo más trascendente, vital y duradero
de las luchas que la juventud brasileña, en norte y sur, emprendió
en su afán renovador.
Por eso, transcribiremos integramente ese manifesto, advirtiendo
que su traducción española pertenece al poeta y ensaista paraguayo
Leopoldo Ramos Giménez. 
Helo aquí:

"Nosotros tenemos una visión clara de esta hora.
Sabemos que es de tumulto y de incertitumbre.
Es de confusión de valores
y de vitctoria del arribismo
y de grandes amenazas para el hombre.
Pero sabemos también que no es ésta la primera
hora de inquietud y de agonia
que vive la humanidad.
La humanidad danza sua danza eterna
en un viejo ritmo de dos tiempos.
Cuando todas las fuerzas interiores
se equilibram, los gestos son luminosamente
serenos.
Y lo que en esos gestos parecía un
esplendor supremo de belleza o de 
verdad no era sino 
un efímero momento.
Es cuando salen a flor, de las profundidades
del ser ímpetos bruscos e imprevistos,
que traen la insatisfacción, 
la angústia, la fiebre, y quiebran los compases
armoniosos, y hacen pensar, a los que se 
olvidaran de Dios,
que todo está perdido.

Y ...  en todo eso no hay sino ondas 
desconocidas de energía para la
creacción de un equilibrio nuevo y de otra
más alta serenidad.

Nosotros tenemos la comprensión nítida
de este momento.
De este momento en el mundo
y de este momento en el Brasil.
Vemos allá fuera o aquí dentro el rodar
de los sentimientos
en torbellino trágico.
Y de las embestidas reinvindicadoras de los
apetitos que se disfrazaban  y ahora se
desencadenan en furia.
Y oímos el suspiro de alivio
de la mediocridad finalmente desoprimida:
de la mediocridad, que aprovechando 
el desequilibrio de un instante, alzo también su voz en falsete
y llenó el aire de gestos desarticulados
y se proclamó vencedora en la ingenua ilusión de que 
las barreras que la contenían cayeron para siempre.
Pero vemos igualmente los espíritus legítimos en su puesto,
inmutables.
y sentimos la flor del suelo el frémito de las corrientes 
subterráneas, de fuerza viva, que serán por la sabiduría 
divina en la hora próxima de las construcciones admirables.
Y entregamos el oído al llamado de alerta de las sentinas
perdidas. Nosotros tenemos la comprensión nítida de este
momento. 
El arte es siempre el primero que habla para anunciar
lo que vendrá.
El arte de este momento es un canto de alegría, una reiniciación
de la esperanza, una promesa de esplendor.
Pasó el profundo desconsuelo romántico.
Pasó el estéril escepticismo parnasiano.
Pasó la angustia de las incertitumbres simbolistas.
El artista canta ahora la realidad total: la del cuerpo
yla del espíritu,
la de la naturaleza y la del sueño,
la del hombre y la de Dios.
Y la canta, porque la percibe y comprende en toda 
su múltipla belleza,
en su profundidad e infinitud.
Y por eso su canto está hecho de inteligência y de 
instinto - porque también débe ser total - y está hecho 
de ritmos libres
elásticos y ágiles como músculos de atletas, veloces
y altos como sutilíssimos pensamientos.
Y, sobre todo, palpitantes
del triunfo interior 
que nace de las adivinaciones maravillosas...
El arte volvió a tener los ojos adolescentes
y se encantó nuevamente con la vida:
"TODOS LOS HOMBRES LO ACOMPAÑARÁN".



Orquídeas








Exposição de Orquídeas

Maravilhosa, uma das mais bem organizadas exposições e venda de plantas (orquideas) em Santa Rosa, Rio Grande do Sul. Deu para encher os olhos de tanta beleza. Ficamos com saudades, fomos com um pouco de  dinheiro no bolso e saímos sem nada, exceto algumas mudas. Vejam o vídeo a seguir.



sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Histórias e Bastidores


Lisiane Sackis, apresentadora do Jornal do Almoço da RBSTV de Santa Rosa
autografa livro para mim e para familiares.
O livro conta os relatos marcantes que coroaram
seu profissionalismo jornalístico, tornando-a 
competente no seu ramo, além do dinamismo, a empatia com
seus interlocutores é sua característica forte. Certamente
farão com que o referido livro atinja plenamente
o objetivo que é o de preservar no papel
as fotos e relatos de 20 anos de histórias.
A mãe foi alvo da série NADIEJDA - Esperança em russo.

]

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

JOSE DE SAN MARTIN




SAN MARTIN, José, nasceu em 25 de fevereiro de 1778 na vila jesuítica de Yapeju, do outro lado da fronteira brasileira, próximo a Alvear e faleceu a 17 de agosto de 1850 na Bolonha, Espanha.
Foi a Espanha criança, tendo dote e liderança foi servir o exército espanhol. Obteve distinções como jovem oficial do exército espanhol em luta contra os franceses, na Batalha de Bailen. Dadas as suas qualificações técnicas foi promovido por merecimento ao posto de Tenente-Coronel.
Em Santa Rosa, temos o Regimento SAN MARTIN, 19° RCMEC; numa troca de gentileza entre os governos do Brasil e da Argentina, face a distância que nos separa ser de pouco mais de trinta quilômetros, existe um grande congraçamento e troca de visitas e treinamentos militares entre os dois países, onde o clima de amizade e recíproca fraternidade é muito saliente.

A biografia do General José de San Martin é cheia de fatos inusitados. Milhares de "plazoletas", prédios, ruas, avenidas ostentam seu nome num inacreditável reconhecimento tanto dos governos como do povo por onde andou e militou suas grandes aspirações libertárias.

Um evento que merece ser lembrado deu-se no dia 27 de janeiro de 1949 por ocasião da Instalação da Assembleia Nacional Constituinte o Presidente Don Juan Domingo Perón fez o seguinte pronunciamento:

"DIOS NO HA SIDO AVARO CON EL PUEBLO ARGENTINO. Hemos saboreado los momentos de emoción exaltada y hemos gustado las horas tranquilas de sedimentación jurídica.
La crusada emancipadora y la era constituynte son altissimo exponente de la creación heróica y de la fundación juridica. Permitam-me que después de agradecer  la invitación que me habeis hecho de asistir a esto tan transcendental para la vida de la República, eleve mi corazón y mi pensamiento hacia las regiones inmarcecibles donde mora el genio tutelar de los argentinos, el General SAN MARTIN.

San Martin es el heroe maximo, heroe entre los heroes y padre de la Patria. Sin el se hubieron diluido los esfuerzos de los patriotas, quiza no hubiera existido el aglutinante que dió nueva conformación al continente americano. Fué el creador de nuestra nacionalidad y el libertador de pueblos hermanos.
Para el sea nuestra perpetua devoción y agradecimiento".

"Seamos libres y lo demás no inporta nada". San Martin.

"Administrar recta justicia a todos, recompensando la virtud y el patriotismo, es la norma que reglará mis acciones". San Martin.

Além das funções militares, entregou-se à atividade política, fundando, com outros companheiros, a Loja maçônica Lautaro, sociedade secreta de estilo carbonário, transformada na verdadeira matriz da independência argentina.
Interveio nos destinos políticos do país pela primeira vez, a 8 de outubro de 1812, para decidir o conflito surgido entre o triunvirato no poder e poderosos grupos populares liderados por Monteagudo. A revolução de 8 de outubro fixou a implantação, na república, de seus princípios políticos, preconizados na Loja Lautaro.
Sempre atento ao recrudescimento das forças espanholas que se organizava na reconquista dos territórios perdidos aqui na América do Sul, A flotilha inimiga estava fundeada em Rosário; lançou-se ao combate alcançando a primeira vitória significativa na Batalha de San Lorenzo, em janeiro de 1813.

Muitos acontecimentos em várias partes , como os do Perú, que foram um sopro de rebelião no resto da América espanhola, onde ao norte outra figura da independência Simon Bolívar, sustentava longa campanha. O exemplo do Perú, sublevou os patriotas do Equador e um dos generais de Bolívar, SUCRE, pediu-lhe ajuda para o levante de Guayaquil. Enviou de Lima uma divisão que derrotou os realistas em Rio Bamba, que, com o triunfo de Bolivar abriu a Sucre o caminho da vitória, com a qual se estabeleceu a independência do Equador.
A 26 de agosto de 1822 realizou o encontro de Guayaquil com Bolivar e ao voltar a Lima convocou um Congresso Constituinte, ao qual pediu que considerasse concluída sua tarefa de libertador, e aceitasse sua renúncia a todos os cargos. O Congresso concedeu-lhe a renúncia e conferiu-lhe o título de Fundador da Liberdade do Perú.
Em seguida partiu para o Chile, de onde foi para sua chácara em Mendoza.

Quase esquecido, retirou-se, indo para a Europa, onde viveu modestamente, assistido pela filha.

Suas histórias são riquíssimas, pois a bibliografia é muito grande. Não se deslumbrou com os brilhos e os fulgores do triunfo, nem se desalentou na hora amarga da derrota. Foi confiante no destino e em "DIOS TODO PODEROSO Á QUIEN CONOZCO COMO HACEDOR DEL UNIVERSO".

Fontes:
1 - Vida de Estadistas Americanos II - Globo; pgs. 149/188;
2 - San Martin, Editora Interamericana, Bs.As. Gal. Don Nicolás Accame, Enciclopédia Militar Americana;
3 - Enciclopédia Delta-Larousse do Brasil, pg. 6083, 1971
4 - Libertadores da América, A Maçonaria e a Emancipação dos Povos. A.Tenório de Albuquerque, Malhete 1959.
5 - Resumo Bibliográfico ou Pequena História do Grande Herói Argentino JOSE DE SAN MARTIN; out.de 1993, documento arquivado na Biblioteca do Exército Mal. Castelo Branco; 19° RCMEC Santa Rosa.


domingo, 15 de julho de 2012

Artesanatos de minha criação!


Número de Casa


Mesa de Centro - interna/externa Rosa dos Ventos


Perspectiva de Utilização da mesa acima


Lateral da Mesa, correntes simbolizam a união  
do
 tripé

Mandala!


Mesa com símbolo de identificação maçônica


Mesa simbolizando uma 
cidade

Esculturas em Ferro (mapa da América do Sul, Urutau pássaro 
esculpida numa raiz de Coronilha, com canivete!


Claviculário (porta-chaves) em madeira reciclada e
Folhas de Árvores em vitro-fusão (by Denise Arantes).

quinta-feira, 14 de junho de 2012

MANIFESTO PELA PAZ MUNDIAL - UNESCO





"Me comprometo em minha vida cotidiana, na minha  família, no meu trabalho, na
minha comunidade, no meu país e na minha região a:

I. Respeitar a vida e a dignidade de cada pessoa, sem discriminar nem 
prejudicar o próximo.
2.  Rejeitar a violência, praticar a não violência ativa, repelindo a violência
em todas as suas formas; física, sexual, psicológica, econômica e social,
em particular ante os mais fracos e vulneráveis, como as crianças e os 
adolescentes.
3. Ser generoso. Compartilhar o meu tempo e meus recursos
materiais, cultivando a generosidade, a fim de terminar com a
exclusão, a injustiça e a apressão política e econômica.
4. Ouvir para compreender. Defender a liberdade de expressão
e a diversidade cultural, privilegiando sempre a escuta e o 
diálogo, sem ceder ao fanatismo, nem a maledicência e o 
rechaço ao próximo.
5. Preservar o planeta. Promover um consumo responsável 
e um modelo de desenvolvimento que tenha em conta a 
importância de todas as formas de vida e o equilibrio
dos recursos naturais do planeta.
6. Redescobrir a solidariedade. Contribuir para o desenvolvimento
de minha comunidade, propiciando a plena participação das 
mulheres e o respeito dos princípios democráticos, com o fim 
de criar novas formas de solidariedade".

Nos reunimos e formamos essa rede solidária para reivindicar e 
colaborar efetivamente para a construção de uma sociedade
fraterna baseada nestes princípios, nos solidarizando com todos
os que aspiram por uma sociedade com dignidade, justiça e 
segurança para todos; com os que amam as criaturas, a flora
e a fauna; com os que atuam de forma ativa e concreta na 
distribuição de riquezas; pelo respeito aos povos indígenas
e seu direito a cultura e terra próprias; com as famílias de
centenas de outras vítimas anônimas e que, como Ghandi, 
também caíram na luta por um mundo melhor;
com aqueles que promovem o reconhecimento da 
comunicação como um direito humano; com os que 
defendem a liberdade de expressão e, todos os 
que promovem a não-violência e a PAZ MUNDIAL!



DESIDERATA



Segue tranquilamente o teu caminho, em meio o ruido e a agitação e lembra-te
de que a paz se pode encontrar no silêncio. Sempre que possível, e sem humilhar-te,
se solidário com teu semelhante. Enuncia tua verdade de maneira serena e clara, e
escuta o que te falam os homens, mesmo que te fale o torpe ou o ignorante,
pois também eles tem a sua mensagem.
Evita os homens de voz ruidosa e agressiva, pois pecam contra o espírito!
Se te comparares aos outros ficarás amargurado pois sempre haverá pessoas
melhores e piores do que tu. Sinta satisfação por teus êxitos tanto quanto por teus 
planos.
Preza o teu trabalho, por humilde que seja, pois ele é o verdadeiro tesouro,
nas fortuitas mudanças dos tempos.
Sê cauteloso em teus negócios, pois o mundo está cheio de enganos, mas não deixes que isto 
 te torne cego a virtude, que existe!
Muitas pessoas se esforçam para alcançar nobres ideais, e não é raro o heroísmo. 
Se sincero contigo mesmo, e principalmente, não finjas afeto, nem sejas cínico no
amor, pois em meio a tanta aridez e desenganos o amor é tão perene como a relva 
em que pisas. Acata docilmente o conselho dos anos, abandonando com
alegria as coisas da juventude!
Cultiva a firmeza de espírito para que te proteja nas adversidades repentinas.
Muitos temores nascem da fadiga e da solidão, baseado em sã disciplina
se benigno contigo mesmo. ´És uma criatura do universo não menos
que as plantas e as estrelas tens o direito de existir, e mesmo que
isto não te pareça claro, o universo, sem dúvida caminha como deveria 
caminhar. Por isto deves ficar em paz com Deus, seja qual for a 
ideia que dele faças; e sejam quais forem tuas aspirações e tua
missão, conserva a paz em tua alma, pois a despeito das dores e sonhos
desfeitos, o mundo ainda assim tem sua própria beleza. Se cauteloso, 
esforça-te para ser feliz!


Hermann, Max, poeta e advogado. Publicado nos EUA em 1926.



sexta-feira, 8 de junho de 2012

Língua Portuguesa



Aprecio as coisas boas e certas também! Lando Oviedo, jornalista, publica 
e divulga, além de professor de língua portuguesa, que tanto
carecemos de melhor sabê-la, edita um jornal
Megalupa, que merece leitura pelos amantes do
vernáculo!
Repito acima a publicação de um poeta riograndense
que comemora o dia 10 de junho, Dia da Língua Portuguêsa.
Tenham proveito.

domingo, 6 de maio de 2012

Zina Prossi Pereverzieff



Ocasião em que concedeu entrevista a RBS-TV, através da jornalista televisiva Lisiane Sackis,
da RBS-TV santa Rosa.
Dona Zina fez importantes revelações sobre sua vida e vinda ao Brasil; porquês,
situação em que se encontravam na época e foi a primeira mulher a dar entrevista
sobre a etnia russa, na melhor acepção da palavra: povos de origem eslava.
No sitio da RBSTV tem reportagens sobre o grande evento que foi a
Festa das Etnias em Santa Rosa.
Dia 1° de abril completou dois anos de falecimento. Nasceu a 22.07.1922 e viveu sua vida
dando exemplo de duro trabalho, fazia cálculos sem usar máquinas e possuía privilegiada
memória.
Posted by Picasa

LULA ESTÁ COM ÓDIO E ABRAÇADO A SEU RANCOR! ELE É HOJE O ÚNICO RISCO QUE ENFRENTA O GOVERNO DILMA. OU: AINDA QUE A GRITARIA SUGIRA O CONTRÁRIO, OS TOTALITÁRIOS JÁ PERDERAM

LULA ESTÁ COM ÓDIO E ABRAÇADO A SEU RANCOR! ELE É HOJE O ÚNICO RISCO QUE ENFRENTA O GOVERNO DILMA. OU: AINDA QUE A GRITARIA SUGIRA O CONTRÁRIO, OS TOTALITÁRIOS JÁ PERDERAM

domingo, 22 de abril de 2012

São José do Inhacorá-RS

 Igreja Católica de São José do Inhacorá. Linda, não muito grande, muito bem ajardinada,  que  oferece um local muito aprazível e lindo!
 Prefeitura ao Fundo, prédio bonito e bem cuidado e ao lado Escola Municipal Infantil. Muito Bonita e bem cuidada!
Vista parcial da Praça de São José do Inhacorá-RS. Tem um quiosque  muito bem construi
do, de aspecto colonial. Local de reunião da comunidade e eventuais apresentações de arte.
Em nenhum local dessa bela e pequena cidade vimos lixo nas ruas, praças e pátios. Tudo é reciclado e o seco é recolhido uma vez por semana para o destino correto.
Como é uma cidade pequena - cerca de três mil habitantes - tudo é muito organizado. A maioria das ruas são asfaltadas e as demais são calçadas com pedras irregulares, mas de primeira linha.
O acesso é muito prático: Quem vai de Três de Maio, cerca de 4 kms. entra à esquerda e vai mais 10 kms. de asfalto até a cidade. A estrada foi construida conforme o terreno, sem obras que afetam o ambiente natural. Paisagens muito lindas em todo o trajeto.


segunda-feira, 19 de março de 2012

Chaveiro ou Claviculário

 
Chaveiro executado com uma buzina antiga
usada em caminhões. Esta era de um Ford 1951.
Madeira de lei reciclada. Linda peça
de decoração!Posted by Picasa

Mesa de Centro interna e externa

 
Trabalho realizado com metais antigos, peças recuperadas, mosaicos serrados, ágatas serradas, muita dedicação
e qualidade, paciência ao executar
tal obra! Peça comercializada, se encontra no Mato Grosso do Sul.Posted by Picasa

quinta-feira, 1 de março de 2012

Irmãos!

Esta foto foi tirada lá pelo ano de 1952! Em Santa Rosa, na casa nova que o Clemente e a Zina construíram.
O dinamismo e a jovialidade de ambos, irmãos de mães 
diferentes Clemente e Vasile os fez amigos
até que o destino os separou.
Timofei Pereverziev, o patriarca,  casou-se três vezes!
O aparelho-receptor de ondas de rádio
 como era comum chamá-lo foi dado de 
presente de casamento a um irmão da Zina.
Todos queriam progresso, então a primeira
coisa ou objetivo era de comprar um terreno e construir
o ninho. Fizeram isso!
Vasile foi-se de mudança para o Estados Unidos da 
América, em 1965, levando consigo a esposa,
amicíssima, Eudókia Demtchuk e dois filhos.
E assim a vida segue seu rumo. 
E nós por aqui, continuamos a admirar as coisas 
belas e ternas da nossa magnífica
região missioneira, onde o progresso também
se faz sentir em todos os sentidos.
Com Quintana e Benedetti nos amparando com
seus escolhidos escritos.
Algo de bom conseguimos assimilar com essas 
pessoas, que nos deram a luz!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ESTAR VIVO

Estoy vivo
no está mal estar vivo
y seguir escuchando a zitarrosa
que está muerto
está mal que esté muerto

las veces que uno quiere no se callan
viven y sobreviven / sobrenadan
en la memoria fiel y escandalosa

yo me devuelvo a mí
yo me recibo
con la seda del lago y cuatro cisnes
con el signo fatal de los idénticos
y los hilos de la desesperanza
con la prudencia de los egoístas
y la imprudencia de los generosos

estoy vivo
no está mal estar vivo
y seguir escuchando a gustav mahler
transcurro lenta cautelosamente
y nadie se preocupa de mis huellas
medito con los labios apretados 
y compruebo
no está mal estar vivo

Benedetti, Mário - El mundo que respiro, Seix Barral, 2001


domingo, 12 de fevereiro de 2012

Aquários!

Muito simbolismo no enunciado acima! Construir, fazer, criar, sempre inovar, deixar a preguiça de lado.
Cultivar o hábito de admirar a natureza, o que certamente nos levará a comunhão com a força universal que nos move diuturnamente.
As dificuldades que todos enfrentam hoje também está motivada no excessivo e pernicioso hábito de consumirmos, cada vez mais, objetos de primeira necessidade sem os mínimos cuidados com nossa saúde, deixamos de lado as motivações para irmos curtir uma pracinha com os filhos e com os netos para ficarmos na frente da TV ou de uma mesa de jogatina, em detrimento de uma boa leitura. Deixamos e acabamos não mais sabendo para que servem as coisas mais ternas e mais simples!
Nos materializamos demais.
Hoje por exemplo o caos se instalou nas grandes cidades devido ao acúmulo de veículos nas ruas, motoqueiros - a maioria - sem as mínimas condições de conduzir um veículo desse tipo, afronta na maioria das vezes pedestres e causam acidentes incontáveis, a maioria com graves consequências.
A corrupção generalizada, a falta de moral de uma grande maioria do povo que recebe benesses sem parar, não tem a dignidade que um ser precisa ser feliz e ter vida digna!
Reflitamos no que podemos mudar. Se não for tudo, façamos que nem o passarinho que semeia para que a natureza produza grandes árvores!

Trabalho interno Legendas By TJ