"Itaipú" - A luz, ou a pedra que canta n´água.


Concebida até na cama 
Porque urgência requeria.
Todo choro do céu juntou-se
Num só lugar e as 
Vertentes
Límpidas também ajudaram.
Sete Quedas sumiram
Como mágica.
A natureza lastima; fez
Escambo.
Feita a taipa gigante,
Única
As turbinas vieram e veias 
Foram se espalhando
Por todo sul.
Passados tempos
Conforme planos
Nasceram de uma só vez
Milhares de filhotes que
Iluminaram tudo e todos!
Fiat Lux!

----------------------

"Tudo vale a pena se a alma não é pequena."
(Fernando Pessoa)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MANIFESTO PELA PAZ MUNDIAL - UNESCO

A MAÇONARIA E O PATRONO SÃO JOÃO DA ESCÓCIA

Coronilha